CMAM Cobra medidas e ações do Prefeito Manoel Pioneiro

Confira na íntegra a carta à prefeitura de Ananindeua

Prezado Prefeito Manoel Pioneiro,
Nós, cidadãos e sociedade civil organizada cobramos informações, medidas e ação!
Os moradores de Ananindeua estão enfrentando a pandemia do Corona vírus munidos apenas com suas proteções individuais, pois até o momento a gestão municipal se mostrou incapaz de apresentar um plano estratégico que nos responda de forma transparente e pública, em sites, comunicados em toda forma que poder de publicizar informações.

O prefeito decretou estado de emergência em 18 de março. E nós sabemos que não são somente as ações que estão publicadas de suspensão de atividades. O Estado de emergência lhe permite uma série de ações que vão desde de suspensão de licitação até a contratação de pessoas para trabalhar e nós não temos nenhuma transparência nessas ações, solicitamos que a prefeitura venha a público informar as ações e apresentar o que está sendo feito em cada bairro, ilha, quilombo e comunidades do nosso município?

O município apresenta grande número de infectados e problemas sociais que se agravam diante da pandemia. Diante desse cenário gostaríamos de saber :

1)Quais hospitais públicos estão preparados para atender pessoas com gravidade da doença covid? Quantos leitos? Quais os procedimentos estruturantes da prefeitura?
2) Quais serão as medidas emergências para assegurar renda emergencial?
3) Quais mecanismos de prevenção, denúncia e atendimento em caso de violência contra mulher e menores de idade?
4) Qual canal de divulgação de informações?
5) Qual o plano para o recurso da união repassado ao município ?

Uma boa estratégia de gestão municipal envolve observar a realidade e as potencialidades do território e por isso reivindicamos que seja desenvolvido ações públicas sobre: atendimento hospitalar, segurança alimentar, renda e atendimento em casos de violência.

É de nosso conhecimento que o município tem cooperativas de produtores rurais e que podem contribuir para a economia do município e garantir de alimentação e de escoamento dos produtos dos pequenos produtores da agricultura familiar. Quais as ações que podem ser tomadas pela secretaria de agricultura, para incentivar a produção local e a alimentação saudável. Nossa proposição é a criação de redes, grupos tanto de logística para distribuição dos alimentos, quanto de consumidores.

Sobre as Feiras municipais. Seria interessante um cordão de isolamento e a entrada por quantidade restrita de pessoas, ainda a disposição de lavatório com água e sabão.

Outra medida a ser tomada é sobre os restaurantes populares e outras estruturas similares. A disposição de alguns produtos necessários já se mostra em escassez, como é o caso do gás de cozinha. Por isso, achamos que seria interessante a distribuição de quentinhas para pessoas mais vulneráveis, de forma segura.

Sobre o futuro é necessário firmar convênios com universidades e centros tecnológicos. Uma medida a ser tomada pela gestão municipal é a procurar uma plataforma com institutos e universidades que tem campus em Ananindeua para apresentação de alternativas cientificas para a realidade local.

É urgente uma equipe estratégica para problemas sociais do município como Violência contra mulher e menores. O município de Ananindeua esteve no topo da violência contra mulheres no ano de 2015. Este dado foi fornecido pelo SUS. No Brasil, falta uma instituição que centralize essas informações e a partir de fontes diferentes, temos números distintos dentro do mesmo período. De qualquer forma, esses resultados são alertas que não deveriam ser ignorados. Nos últimos 5 anos o que o município de Ananindeua apresentou como resposta para a questão da violência contra mulheres? Precisamos conhecer os dados da gestão municipal. Que acompanhamentos foram feitos a partir do alarme de 2015? Onde encontramos essas respostas? Estamos falando de gestões que apresentam o silêncio como solução. Não ter diálogo com a população, não significa que o problema seja solucionado, pelo contrário. Significa falta de compromisso político.

Sabemos que a prefeitura organizou uma equipe chamada de Alvorada composta por alguns técnicos da área de saúde, gostaríamos de saber o que essa equipe está realizando, onde encontramos seus projetos, ações e números?

Porque a gestão municipal não utiliza a rede de CRAS para obter informações sobre o perfil populacional, quais os mais vulneráveis em condições sociais e de saúde, e assim planeja um atendimento prioritário a essa parcela da população?

Outra medida adotada por municípios com menos recursos que Ananindeua, é a lavagem de ruas, com soluções baratas que retirem o vírus de espaços públicos e locais de grandes movimentações. Porque isso não é feito pela prefeitura?

Precisamos ter conhecimento sobre os números e as ações de combate dos últimos anos para poder ter uma projeção de como encontram – se, hoje, em meio à crise, as mulheres moradoras do segundo maior município do estado.
A preocupação prioritária do poder municipal deve ser articular com o estado e a federação ações para garantir o direito à assistência médica para todas as pessoas que sejam atingidas pela covid 19, o que significa o fortalecimento do SUS. Contudo, a vida é valiosa em sua totalidade, nenhuma mulher ou criança que sofre violência doméstica pode ficar sem atendimento digno, policial, psicossocial e médico.

Além disso, é necessário que o município garanta o direito ao auxilio emergencial aos moradores de Ananindeua que em grande maioria vivem da renda de serviços, e nesse momento estão vivendo de forma precária, espera-se que a gestão municipal apresente canais seguros para que as pessoas possa ter acesso a essa renda, e ainda como forma de assegurar qualidade de vida para as pessoas, que promova, através de diálogos com poder estadual, a liberação de contas essenciais como a luz , aluguel e água.

Precisamos que a gestão do município de Ananindeua seja presente, dialogue e mostre estratégias reais do combate ao enfrentamento da crise de saúde, e ainda a crise social e econômica e política que nos encontramos.

COLETIVO MULHERES DE ANANINDEUA EM MOVIMENTO- CMAM

jornalroteirodenoticias

jornalroteirodenoticias

Jornal Roteiro de Notícias

Deixe uma resposta